Notícias

Receita Federal fiscaliza Facebook atrás de ‘ostentadores’ que sonegam o IR

receita_federal_redes_sociais-644×320

Por Olhar Digital

Se a sua declaração do Imposto de Renda diz que você não tem onde cair morto, mas o seu Facebook mostra uma vida de ostentação e glamour, temos uma má notícia. A Receita Federal confirma que está analisando perfis online dos cidadãos para detectar distorções entre o declarado e a realidade.

O programa Bom Dia Brasil, da TV Globo, trouxe mais informações sobre a ação, que foi iniciada em 2016. Os supercomputadores do governo recebem as declarações, analisam as informações e cruzam com todos os dados disponíveis sobre o contribuinte para entender se há algo de errado.

A partir do momento em que as máquinas registram alguma suspeita de fraude, o cidadão fica nas mãos dos auditores. Eles poderão procurar investigar mais a fundo a pessoa, acessando perfis online atrás de imagens e publicações que possam provar uma possível sonegação.

São poucos os detalhes sobre o funcionamento do sistema, justamente para não interferir na investigação. No entanto, a Receita confirma que já foram mais de 2 mil casos de pessoas pegas pela ostentação feitas em redes sociais que contrariavam sua declaração de imposto de renda.

A matéria também cita que o contrário também já aconteceu. Em um dos casos, um rapaz foi pego após declarar um patrimônio milionário de R$ 100 milhões. Quando os fiscais observaram seu perfil online e viram que a pessoa era muito mais simples do que seu patrimônio declarado indicava, houve uma investigação que concluiu que ele se tratava de um “laranja”.

Tags : FacebookImposto de RendaIRRedes SociaisSonegação